Resenha ~ Esplêndida, A história de Emma

Damas Rebeldes #01

Oi pessoal, nesta resenha vou escrever sobre o primeiro livro escrito pela Julia Quinn, mas que está sendo publicado agora pela Arqueiro. Ele também é o primeiro da trilogia, “Damas Rebeldes”. Gosto muito da JQ, apesar de seus livros ter seus altos e baixos no meu gosto, confesso que tem algumas histórias que não curto muito, mas este, talvez porque li sem nenhuma expectativa me surpreendeu e eu amei.

Primeiro, o livro exalta a posição feminina mostrando todas as dificuldades enfrentadas pelas mulheres neste contexto histórico, segundo, a personalidade da mocinha não se deteriora durante o livro, ela em momento nenhum se contentou com o que lhe era imposto pelos costumes da sociedade e não mudou seu jeito de ser, ela se adaptou a sua nova vida continuando a mesma. Se adequar não significa se conformar ou se submeter.


Podemos conseguir a mesma coisa de maneiras diferentes, nem sempre bater de frente, é a melhor maneira de se mostrar um erro, por isso eu amo ler romance de época onde as mulheres são espertas ao mostrar os homens que eles estão errados sem precisar falar ou apontar o erro e principalmente conseguir que eles façam o que elas desejam achando que a decisão foi deles.

Outra coisa que eu também amei neste livro é que mistura os Estados Unidos com a Inglaterra mostrando assim a diferença estabelecida entre os países. A personagem da história é Emma Dunster, uma americana descendente de ingleses que vive nos Estados Unidos com o pai viúvo e sonha em assumir o seu estaleiro, mas apesar de desde adolescente já fazer toda a contabilidade da empresa por ser ótima com números o pai sabe que ela nunca terá o respeito como dirigente do negócio por ser mulher, assim a convence a ir para a Inglaterra com a família da irmã de sua mãe e participar da temporada londrina. Seu pai, bem como seus tios tem esperança que ela encontre um marido e assim fique na Inglaterra, mas que principalmente ela seja feliz com outro sonho.

Emma é uma jovem linda de cabelos ruivos e pele de porcelana, ela e sua prima são muito unidas e juntas resolvem se vestir de criadas para assim irem ficar na cozinha e fugir um pouco dos preparativos para o baile de apresentação dela que haverá na casa. Porém ela vai além quando resolve ir na rua comprar ovos para ajudar a cozinheira e é aí que a história realmente inicia o seu enredo divertido e diferente.

“- Minha cara Emma – começou a dizer. Subitamente, ela sentiu a necessidade de se afirmar e de recuperar parte da autoconfiança que ele levara a perder temporariamente. Emma endireitou as costas com uma coragem fingida. – Certamente não sou sua cara Emma – disse, em um tom afetado. – É mesmo? Então é de quem? – Que pergunta absurda. – De forma nenhuma – disse Alex, (...) – Porque, se você ainda não pertence a ninguém, acho que posso torná-la minha.”

 

Emma não contava que fosse conhecer um lindo duque, que não tem desejo de se casar, mas que lhe nubla o juízo e lhe faz repensar os seus desejos. Mas será que ele é capaz de mudar os desejos dele?? Gente, eu ri muito com as atitudes dos dois, bem como ficava com raiva do mocinho ao mesmo tempo que me apaixonava por ele. Os personagens secundários são outras figuras a parte de tão maravilhosos.

Sabe aquele livro gostoso que você começa a ler e não quer parar e termina a leitura super rápido?? É este sem dúvida. Para quem curte o gênero romance de época ele é um prato cheio de diversão e romance. Agora eu fiquei na expectativa para o próximo.

Boa leitura,
Nota:  💚


Sobre o Livro ~ Informações Técnicas


Esplêndida, A história de Emma
Damas Rebeldes # 1
Autora: Julia Quinn
Título original: Splendid
Páginas: 336
Ano: 2021
Tradução: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro

Sinopse:Existem duas coisas que todos sabem sobre Alexander Ridgely. A primeira é que ele é o duque de Ashbourne. E a segunda, que é um solteiro convicto.
Isso até uma linda jovem se jogar na frente de uma carruagem para salvar a vida do sobrinho dele. Ela é tudo que Alex nunca pensou que desejaria em uma mulher: inteligente e engraçada, cheia de princípios e corajosa. Mas é uma criada, inadequada para um nobre. A menos que, talvez, ela não seja bem o que parece...
A herdeira americana Emma Dunster pode estar cercada por ingleses, mas isso não significa que pretenda se casar com um, mesmo tendo concordado em participar de uma temporada em Londres.  Quando ela sai da casa dos primos vestida como criada, só quer um último gostinho de anonimato antes de ser apresentada à sociedade. Em vez disso, vai parar nos braços de um duque perigosamente lindo. 
Em pouco tempo, fica claro para Emma que o amor floresce quando menos se espera e é capaz de derreter até o mais teimoso dos corações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário