Resenha ~ Dez coisas que eu amo em você

Bevelstoke #03

Oi pessoal, hoje escrevo sobre o terceiro livro da Trilogia Bevelstoke, aí você que não leu nem a sinopse ainda, descobre que o último livro da série, não é sobre o último irmão Bevelstoke e sim de um personagem secundário do segundo livro pelo qual eu acredito, muita gente se apaixonou, inclusive eu. Pra ser sincera, para mim isto não foi um problema, porém eu bem que queria que ao invés de uma trilogia a JQ tivesse feito um quarteto e escrito um livro para o Winston também.

“Ontem à noite acabei ficando preso em uma conversa com lorde Worth sobre as novas tarifas alfandegárias. Ler um artigo inteiro sobre isso seria apenas um pouco mais agradável que arrancar minhas unhas dos pés. Edward olhou para o primo. – Sua imaginação beira o macabro. – Apenas beira? – murmurou Seb. – Eu estava tentando ser educado. – Ah, jamais tente fazer isso por minha causa. – Tem razão.”
Resenhas das outras histórias História de um grande amor #01 |  O que acontece em Londres #02



Sebastian Grey é filho único e devido ao falecimento de seu primo por parte de pai, se tornou o herdeiro do título de conde do seu tio, bem como de suas posses. Isso não lhe afeta em absolutamente nada, até porque o seu tio o odeia profundamente e está desde então buscando uma nova esposa para poder ter um herdeiro e assim Seb não ficar com nada; porém este pequeno detalhe de quase herdeiro afeta e muito a maneira que a sociedade e principalmente as matronas casamenteiras o tratam. Afinal ele é um homem que vai ser conde e muito rico ou apenas um libertino pobre e vadio?

Mas lendo a história percebemos que a sociedade o julga pelo seu modo simples de viver e seu jeito despojado e feliz sobre tudo. Retrato fiel de como a sociedade é fútil, afinal ninguém se quer parou para pensar que um homem que foi pra guerra e voltou não é simples. Engraçado que até sua própria família se deixa enganar pelo seu jeito de levar a vida. Só que a paciência de todo mundo tem limite, e achei bem válido todas as vezes que ele perdeu a dele.

 “– Eu sou a mais velha de oito irmãos – explicou Annabel. – Minha mãe esteve grávida por quase toda a minha infância. – Oito?? Deus do céu! Eu sou apenas uma de três. – É por isso que lorde Newbury deseja se casar comigo – revelou Annabel categoricamente. – Minha mãe teve sei irmãos. Meu pai, nove. Sem mencionar que, segundo as fofocas, sou tão fértil que os pássaros cantam quando eu me aproximo.”

Annabel Winslow precisa se casar e com um homem rico para ajudar sua família, porém sendo uma moça do campo e sem os trejeitos da sociedade londrina, isso não é algo fácil de se conseguir. Seus avós estão lhe ajudando, mas infelizmente o pretendente que eles lhe arranjaram é um amigo deles, velho e repugnante que deseja urgentemente ter filhos. Porém sua vida desanda quando inesperadamente ela conhece e se encanta por ninguém menos que o sobrinho dele. E agora o que fazer??? Ele vai seguir seu coração ou sua consciência??

“– Srta. Winslow? – chamou lady Westfield. – Está gostando do livro? (...) – Acho que sim. A história é bastante divertida, ainda que um pouco implausível. – Um pouco?? – retrucou Louisa, rindo. – É totalmente implausível. Mas é isso que a torna tão maravilhosa.”

Temos então a trama de nossa história, um drama permeado por muita comédia, mas muita mesmo. E conforme a citação acima, talvez seja por isso que eu me divertir tanto e amei esta leitura, mesmo nos momentos que você se chateia com a mocinha, você gosta dela. E o Sebastian é maravilhoso. Sem falar nos personagens secundários que abrilhantam e muito esta história. Fiquei pensando que a JQ poderia ter escrito o quarto livro do Wiston a Louisa, mas todos estes personagens que permeiam a vida deles a história teria sido ótima. Quem sabe se a gente fizer uma campanha ela ainda não escreve.

A história além do forte drama cômico, possuiu também todo o enredo por trás de um segredo do Seb para toda a sociedade. Foi algo que eu achei mais surpreendente ao ler, que a descoberta de quem seria a lady Whistledown. Esse fato trouxe um acréscimo maravilhoso a história bem como ao personagem.

Lendo esta série e alguns comentários a respeito dela desde o primeiro livro, percebi cada vez mais que o gosto por determinada leitura é algo bastante individual mesmo e também que uma leitura pode ser ruim ou boa dependendo do seu estado de espírito e da expectativa que você põe no livro. Há várias pessoas que não gostaram deste livro ou de outro da séria, bem como há pessoas como eu que amaram a leitura e os livros. Então faça a sua leitura e avalie por você mesmo.

Mas eu gostaria de destacar que os romances de épocas são histórias clichês, com final feliz, mas que o drama, o mistério ou a comédia, principalmente a comédia fazem toda a diferença de uma história para a outra, bem como o personagens nos cativarem ou não. Não espere fazer uma leitura profunda, que lhe trará ensinamentos para a vida. Este não é o objetivo destes livros, é proporcionar entretenimento, então leia para se divertir, para se distrair, para fugir mesmo da realidade.

Eu realmente amei esta leitura, ele não fecha a série pois realmente faltou a história do Wiston, mas ele a completou de maneira excelente. É aquela história que teríamos pedido se não tivesse sido escrita. O que significado do título do livro também achei especial.

Boa leitura,
Nota:  


Sobre o Livro ~ Informações Técnicas

Dez coisas que eu amo em você
Bevelstoke # 3
Autora: Julia Quinn
Título original: Ten things i love about you
Páginas: 288
Ano: 2020
Tradução: Bruno Fiuza e Roberta Clapp
Editora: Arqueiro

Sinopse:
Annabel Winslow está em uma grande enrascada. Ela acabou de chegar a Londres para participar de sua primeira temporada e já chamou a atenção do conde de Newbury, que está atrás de uma mulher que lhe garanta um herdeiro.

Com seus quadris largos, Annabel parece especialmente fértil, o que faz dela a candidata ideal. O problema é que o conde tem no mínimo 75 anos e ainda por cima é um grosseirão inveterado.

Certamente ela não tem nenhuma vontade de se casar com ele, mas sente que não tem escolha. Seu pai morreu há pouco tempo e deixou a família inteira, incluindo os sete irmãos e a mãe de Annabel, praticamente na miséria.

Então, durante uma festa, ela conhece Sebastian Grey, o charmoso sobrinho do conde. E de repente se vê cortejada não apenas pelo velho assanhado, mas também pelo irresistível e misterioso jovem. 

Agora ela precisa decidir entre se casar com um homem que acha repugnante, e com isso garantir o futuro de sua família, e seguir o próprio coração, dando a si mesma a chance de um final feliz. 

Um comentário:

  1. Olá Carol,
    Essa questão de gosto é realmente bem pessoal mesmo. Essa série não me animou tanto como outros livros da Julia, e também fui surpreendida pelo protagonista, mesmo adorando o Sebastian nos livros anteriores, mas concordo que deveria ter o livro do irmão também.
    Adorei sua resenha e ler sua opinião sobre ela.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir