Resenha ~ Um casamento conveniente

Girl Meets Duke #01


Oi pessoal, hoje eu vou conversar com vocês sobre este romance super gostoso da Tessa Dare, o primeiro da série Girl Meets Duke, Um casamento conveniente. Com certeza a Tessa entrou pra minha lista de autoras favoritas e esta já é a terceira série dela lançada pela editora Gutenberg. Uma coisa que tenho amado muito nesta autora, são seus personagens fora dos padrões e das personagens femininas serem Girl Power.

Este livro já começa de modo bastante inusitado. Nossa mocinha, a Emma Gladstone, aparece na casa do duke de Ashbury, exigindo pagamento pelo vestido costurado para sua ex-noiva e que agora ficou encalhado na loja, ela não pode ficar com este prejuízo pois precisa muito do dinheiro gasto para pagar suas contas. Com toda cara e coragem ela resolve enfrentar o Duke, que por sinal se esconde na escuridão de seu escritório, ela só não contava com a proposta que receberia naquele momento.


Resenhas da Segunda história:  Um amor conveniente

Ashbury passou a viver recluso e bem amargurado depois do acidente sofrido na guerra que quase lhe ceifou a vida, porém ele sobreviveu, mas tornou-se um monstro perante sua noiva e acabou por desfazer o noivado, só que ele precisa de um herdeiro para deixar seu valioso patrimônio e o seu parente que herdaria caso ele não venha tenha um filho, sinceramente não merece. Qual não é então sua surpresa quando aquela mocinha não só tem a coragem de ir até a sua casa, como não mede palavras para mostrar sua necessidade de receber o valor.

Duas pessoas desesperadas podem muito bem fazer um acordo e é neste contexto que o duque resolve propor casamento para Emma, com a condição de não envolver sentimentos e que ela não poderia de hipótese alguma o rejeitá-lo na cama até que engravidasse. Depois então ele a mandaria para viver em uma de suas casas no campo sem precisar perturba-la mais. Ele só não contava com o enorme desejo que sentiria por ela.

“Aquela reserva de sonho que tinha fechado e escondido anos atrás... desfez-se nas emendas com o beijo dele. Uma torrente de emoções inundou Emma, dominando-a. Um surto de paixão e desejo e... E algo mais. Algo que ela não quis reconhecer, muito menos dar um nome.”

A descrição de como nosso personagem ficou depois da guerra me lembrou do vilão duas caras do Batman e até combina um pouco com as ações noturnas do duque. Ele é aquele ogro que a gente se apaixona de cara. Já a Emma também não fica atrás. Uma personagem cheia de atitude que pretende tirar o Ash a qualquer custo de sua reclusão, afinal, mesmo que o casamento não envolva amor, pode se ter amizade. Ela é uma garota persistente.

- O querido está nos olhos de quem vê. – Emma já estava um pouco ofegante quando pegou a peteca no chão. – Se eu quiser transformá-lo no meu querido, não existe nada que você possa fazer. – É claro que existe algo que eu posso fazer. Posso mandar interna-la numa instituição para os loucos e dementes. – Se é o que diz, meu anjo. – Ela deu de ombros.”

Pensa então numa história com diálogos divertidos e cenas engraçadas. Esta história está recheada de várias. Nossa mocinha nos mostra que a beleza realmente vai além do que nossos olhos podem ver e principalmente que o amor faz toda a diferença em tudo. Os personagens secundários também são maravilhosos, inclusive já somos apresentados as mocinhas dos próximos livros da série, pensa numa pessoa que ficou com a expectativa alta foi eu. Me divertir muitíssimo com esta leitura e fiquei querendo mais. 
Boa leitura,

Nota: 



Sobre o Livro ~ Informações Técnicas

Um casamento conveniente
Série: Girl Meets Duke
Autora: Lisa Kleypas
Título original: The Duchess Deal
Páginas: 256
Ano de edição: 2019
Tradução: A. C. Reis
Editora: Gutenberg

Sinopse
Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho.

Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida.

Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre.


Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?

Nenhum comentário:

Postar um comentário