Resenha ~ A Torre do Amor

Contos de Fadas #04

Oi pessoal, vamos dar continuidade à série Contos de Fadas da Eloisa James e a história da vez é o quarto livro lançado pela Editora Arqueiro, A Torre do Amor, inspirada na história de Rapunzel. Este por enquanto é o último lançado da série, mas acreditamos que este ano tem mais.

Gowan Stoughton de Craigievar, duque de Kinross, é um homem voltado para os negócios em seu banco na Escócia e suas terras, mas ele sabe que por mais que desgoste frequentar bailes da sociedade, é onde poderá encontrar a esposa que necessita. Ele deseja uma jovem bonita e cordata, que saiba se portar como uma duquesa para ser a mãe de seus herdeiros. Gowan só não contava com o fato de que a primeira impressão, na maioria das vezes, sobre uma pessoa não é a correta e que isto ocorreria justamente com ele.

“Viu a égua certa e reconheceu instantaneamente que ela se encaixaria em seu programa de reprodução. Claro que aquela não era uma forma muito lisonjeira de pensar em sua futura esposa, mas era verdade. Dera uma olhada em lady Edith e percebera no mesmo instante que a queria. E queria filhos com ela.”


Resenha dos outros livros: Um beijo à meia-noite #02 || A Duquesa Feia #03




Lady Edith Gilchrist é a única filha de seu pai, já que sua mãe faleceu antes de ter outros filhos e sua madrasta, mesmo que jovem, também não concebeu. Como isso, pai e filha desenvolveram uma relação através do amor pela música e principalmente pelo violoncelo. Como uma jovem dama, seu pai, mas por interesse próprio, acabou deixando que sua filha crescesse passando a maior parte do seu tempo se dedicando a tocar seu instrumento, mesmo que nunca viesse a se apresentar em público, com isso, ela nunca parou para realmente pensar em casamento, até o dia em que seu pai acerta o seu noivado com o duque de Kinross, que ainda por cima, ficou com, a impressão errada sobre sua pessoa no baile.

Mesmo estando o casamento acertado, como um homem que preza pelo respeito à mulher que será sua esposa e por desejar ter um bom casamento, harmonioso e feliz ele tenta conquista-la, conforme seu padrão é claro. Afinal ele é um homem rígido, que possuiu muitas responsabilidades e não tem tempo a perder.

“Ele baixou a voz. – Eu gostaria de baixar as mangas do seu vestido. Edie mordeu o lábio, respirando com dificuldade. – Gostaria de lambê-la, da boca até... – Pare de falar assim! – sussurrou Edie. – E se alguém escutar? – Haverá um escândalo. Talvez sejamos obrigados a nos casar imediatamente. Devo provocar um escândalo, minha dama?”

Há muitas coisas legais nesta história, uma delas é a interação com personagens do Quarteto Smythe-Smith da Julia Quinn, dando um acréscimo à história da Júlia. A segunda é que neste livro a autora não transformou a primeira noite do casal em um mar de rosas fantástico, ela criou um enredo bem diferente do que estamos acostumados, isto me fez gostar do livro e ao mesmo tempo me deixou com muita ansiedade de como seria o desenrolar. Fique você curioso também. A não ser que peça spoiler como fiz... rsrsrsrsrs...

Agora preciso ser sincera em algumas coisas, eu amei o mocinho, mas achei a Edith chata e extremamente mimada. Para a época ela foi ridícula em vários pontos, mas também não lhe culpo totalmente em suas atitudes. O segundo ponto é a ligação com o conto de fadas, deixo você tirar suas próprias conclusões. Para mim este livro teve muito drama e pouco romance na história, porém no geral a história ficou bem original e diferente do que lemos em romances de época o que me fez curtir o livro e não desgostar da história, mas, contrariando alguns que já leram os quatro livros da série, o terceiro ainda é meu preferido.
Boa leitura,


Nota: 


Sobre o Livro ~ Informações Técnicas

A torre do amor
Série: Contos de Fadas #04
Autora: Eloisa James
Título original: Once upon a tower
Páginas: 352
Ano de edição: 2018
Tradução: Lívia Almeida
Editora: Arqueiro

Sinopse
Quando Gowan, o magnífico duque de Kinross, decide se casar, seu plano é escolher uma jovem adequada e negociar o noivado com o pai dela. Ao conhecer Edie no baile de apresentação dela à sociedade, ele acredita que, além de linda, ela também seja a dama serena que ele procura e imediatamente pede sua mão.
Na verdade, o temperamento de Edie é o oposto da serenidade. No baile, ela estava com uma febre tão alta que mal falou e não conseguiu prestar atenção em nada, nem mesmo no famoso duque de Kinross. Ao saber que seu pai aceitou o pedido do duque, ela entra em pânico. E quando a noite de núpcias não é tudo o que podia ser...
Mas a incapacidade de Edie de continuar escondendo seus sentimentos faz com que o casamento deles se desintegre e com que ela se recolha à torre do castelo, trancando Gowan do lado de fora.

Agora o poderoso duque está diante do maior desafio de sua vida. Nem a ordem nem a razão funcionam com sua geniosa esposa. Como ele conseguirá convencê-la a lhe entregar as chaves não só da torre, mas também do próprio coração?

Nenhum comentário:

Postar um comentário