Resenha - A Duquesa Feia


Contos de Fadas #03

Oi pessoal, vamos dar continuidade à série Contos de Fadas da Eloisa James e a história da vez é A Duquesa Feia, inspirada na história do patinho feio. Por não se tratar do último lançamento, acredito que assim como eu você já deva ter lido alguma resenha e principalmente ouvido vários comentários sobre este livro, e é justamente por isso que quero dizer, cada pessoa tem um gosto para leitura e o que pode agradar uns para outros não será tão bom. Eu amei este livro, ouso dizer que me prendeu muito mais desde o início que o primeiro (Quando a Bela domou a Fera) que continua sendo o favorito da maioria. Vale sempre destacar que esta série não precisa ser lida na sequencia em que está sendo publicada, os livros são totalmente independentes.

Talvez pela inspiração da história, a mocinha tenha conseguido alcançar totalmente a minha empatia e o mocinho não ficou muito atrás. Para mim a autora se superou inovando no enredo da história, fugindo dos padrões, ao mesmo tempo, captando tão perfeitamente os padrões da época sobre a questão da beleza feminina. Duvido claramente pela descrição da personagem que ela fosse realmente feia, porém, não se adequava ao padrão de beleza dos ingleses.


Resenha dos outros livros: #01 Quando a bela domou a fera ||  #02 Um beijo à meia-noite


James Ryburn, conde de Isla é o único filho do Duque de Ashbrook e a única pessoa realmente especial e importante na sua vida sempre foi Theodora Saxby, afilhada e tutela do duque, juntamente com a mãe dela, desde o falecimento de seu pai, o melhor amigo do duque. A mãe de James também faleceu quando ele era novo, e podemos dizer que após este fato o seu pai perdeu o rumo. Ele é considerado um completo idiota na sociedade, fato que eu concordo plenamente. É então que aos 19 anos, James é intimado pelo seu pai a casar com Theo para salvar não somente as propriedades do ducado, pois eles estão a beira da falência, como também para que ela não descubra que o duque utilizou-se do dinheiro dela também.

Theodora é uma jovem super inteligente, apaixonada por moda, mas que infelizmente ainda está sujeita as escolhas de vestir da sua mãe. Ela sabe não ser bonita aos 17 anos, como nunca foi desde nova, porém tem absoluta certeza que com a roupa adequada poderia ser bem mais apresentável. Ela está participando de sua primeira temporada e espera encontrar um marido com quem possa se dar bem. James é seu melhor amigo e conta com a ajuda dele para ir bem na temporada, afinal, ele e sua mãe são as únicas pessoas que elevam a sua moral a chamando de linda. Ela só não contava a mudança de seus sentimentos por ele e que os dois fossem se casar e de maneira tão rápida. Tudo estava sendo tão maravilhoso apesar do que saiu nos jornais falando dela e seu casamento. Porém seu mundo ruiu ao descobrir que James lhe enganou.

“- Não – disse ele de modo enfático. – Para mim você é Daisy, e Daisy combina com você. – Não combina – retrucou ela. – As margaridas são bonitas e viçosas, e eu não sou uma coisa nem outra. – Você é bonita – afirmou ele de forma mecânica, sem se dar ao trabalho de fita-la. Ela revirou os olhos, mas na verdade não havia motivo para insistir no assunto.”

É a partir deste ponto que a história toma um rumo totalmente novo e surpreendente, ao mesmo tempo para mim foi desesperador porque fiquei me perguntando o que iria acontecer e como iria terminar, fatos só que me deixaram ainda mais presa a história.

 Há vários pontos a serem levados em consideração nesta história (o pai idiota, a juventude e imaturidade deles, o orgulho que sempre atrapalha) para torna-la uma excelente leitura, porém, o que talvez mais tenha pesado para eu ter amado este livro, foi a forte empatia que senti pela personagem ao ponto de chorar horrores sofrendo junto com ela. Também achei o final maravilhoso.

Se você ainda não leu, mesmo que não tenha gostado muito da história anterior como eu, dê uma chance para esta história, você pode se surpreender e vir a amá-la como eu amei.

Boa leitura,
Nota: 


Sobre o Livro ~ Informações Técnicas

A duquesa feia
Autora: Eloisa James
Título original: The ugly dychess
Páginas: 272
Ano de edição: 2018
Tradução: Lúcia Brito
Editora: Arqueiro

Sinopse
Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia?
Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado.
Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses. Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.
E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação. Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.

Um comentário:

  1. Oi Carol,
    Tenho muita vontade de ler esses livros da série Contos de Fada. Achei a ideia da autora de pegar contos de fada e adaptá-las para Romances de Época muito interessante. Adorei a resenha! Assim que conseguir ler eu comento no meu blog.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir