Resenha ~ Coração do mar


Trilogia do Coração #03

Chegamos ao final dessa trilogia linda, cheia de magia e dos encantos da Irlanda. Nesse livro da trilogia Nora da uma história e um final a vários personagens que nós estamos acompanhando desde o primeiro livro, como a da velha Maggie, que foi a dona do chalé encantando.

Por ser o ultimo e contar a história de Darcy, nossas expectativas são as maiores, mas talvez, caso você ainda não tenha lido o livro, deva pensar nesse com uma história única ligada a outras histórias. Contém informações dos livros anteriores, mas não spoilers.


"Quando se esquece o que se tem pelo que se perdeu, o pesar é uma indulgência."


Darcy Gallagher é uma mulher que sempre acreditou na atração do destino, na magia da lenda e na importância do dinheiro. Irresistível e frustrante, anseia em encontrar um homem rico que a leve para um mundo de encantos e aventuras, para a vida exótica que a aguarda. E por ser honesta quanto a isso pode ter enganado a várias pessoas, inclusive leitores dessa história, que não perceberam que ao longo dos outros dois livros, os maiores elogios que ela recebeu não foi quanto a sua beleza ou sensualidade e sim a inteligência com que sabe ser econômica para realizar seus pequenos grandes sonhos ou mesmo como consegue ser eficiente ao servir mesas. 

Outro erro é não notar a sutileza do que acontece no primeiro encontro entre Maggie e Darcy. Aqui é o ponto chave de coração do mar,  e uma desatenção pode fazer com que o leitor cometa o mesmo erro do nosso "mocinho".


"- Um homem pode esquecer de olhar além da beleza, e contemplar o coração. Foi o que fiz, e me custou caro. Não cometerei esse erro de novo."

Trevor Magee é um empresário milionário, de sangue irlandês, que vai a Ardmore para construir um teatro e descobrir segredos ocultos no passado de sua família. Dono da Celtic Records, já tem sua vida ligada aos irmãos Gallaghers e a Ardmore muito mais que qualquer um poderia ter imaginado.

Ao ficar hospedado no Chalé, Trevor, irá se tornar mais intimo da magia que qualquer outro dos, dois últimos moradores. Lady Gwen está ansiosa e cansada da espera, então terá uma "participação" mais ativa nessa história, além do Carrick que nunca foi paciente e agora se vê aflito por ter que torcer para que tudo funcione e o liberte de seu próprio feitiço.

A construção do teatro é uma metáfora a como nós podemos mudar a terra em que vivemos sem ter que destruí-la no processo e como podemos manter a cultura e a tradição alidadas a modernidade e tecnologia dos dias atuais. Outro ponto muito legal deste livro é o fato de Nora ter conseguido retirar toda a máscara de confiança com que nossa Darcy se veste todas as manhãs junto com sua maquiagem. Porque ela se vê naquele ponto onde o desejo e o sonho podem se tornar realidade e sente medo, do incerto, do desconhecido. E sente que seus desejos podem ser atendidos e ela ainda não se sentir satisfeita e completa.


"Algumas pessoas podem querer o mais simples, o corriqueiro e o tranquilo. Isso não faz com que as pessoas que querem o complicado, extraordinário e o emocionante sejam gananciosas ou egoístas. Querer é querer, qualquer que seja o sonho".

Afinal quem disse que sempre sabemos o que podemos realmente precisar? E quando o querer é importante quando nossos sonhos dependem de outra pessoa sonhar junto conosco?


"Os corações podem se fundir, mas as pessoas permanecem como são. O amor aceita isso. Aceita tudo"

No fim tudo é uma questão de escolha. E fazer a escolha certa pode mudar o destino ou deixar aquele gosto do "Se" do que poderia ter sido e não pode ser mudado. Será que Trevor e Darcy conseguiram fazer as escolhas certas e liberar Carrick e Gween daquele encantamento? Talvez, você pense, sim eles conseguiram, mas eu devo te avisar que toda boa história tem em seu caminho até o final a melhor parte do que simplesmente o fim.
Slainte!
Nota: 


Resenha dos outros livros: #01 Diamantes do Sol || #02 Lágrimas da Lua


Sobre o Livro ~ Informações Técnicas

Coração do mar
Trilogia do coração #03
Título original: Heart of the Sea
Páginas: 322
Ano de edição: 2012
Tradução: A.B. Pinheiros de Lemos
Editora: Bertrand Brasil

Sinopse
Com este livro, Nora Roberts encerra a sua Trilogia do Coração, que tem como cenário a Irlanda. Em Coração do mar , Darcy Gallagher é uma mulher que sempre acreditou na atração do destino, na magia da lenda e na importância do dinheiro. Anseia em encontrar um homem rico que a leve para um mundo de encantos e aventuras, para a vida exótica que a aguarda.
Trevor Magee é um empresário milionário, de sangue irlandês, que vai a Ardmore para construir um teatro e descobrir segredos ocultos no passado de sua família. Pensava que já havia renunciado ao amor há muito tempo, mas Darcy Gallagher o atrai como nenhuma outra mulher jamais foi capaz. Ela é deslumbrante, inteligente e sabe o que quer e Trevor está mais do que disposto a lhe dar tudo. Mas, à medida que a atração mútua se transforma em paixão, eles olham para seus corações e descobrem o que acontece quando realmente se crê.

Um comentário:

  1. Oi Bete,
    Fiquei um pouco confuso sobre a relação de Trevor com Lady Gwen e Carrick, mas imagino que isso seja por Coração do Mar ser o último livro de uma trilogia. Toda vez que lia o nome da personagem feminina me lembrava de uma outra história ... rsrs.
    Comn amor, André
    Garotos Perdidos

    ResponderExcluir