Resenha ~ Movido pela Maré

Trilogia da Gratidão #02

Clique para adquirir: e-book / Físico
Assine: Kindle Unlimited Leitura ilimitada.
Com o Amazon Prime, frete GRÁTIS ilimitado e acesso 
ao entretenimento da Amazon.

Ethan Quinn, é alguém que aprendeu a observar e prever. Ele aprendeu a observar as nuvens e os ventos e saber se haveria chuva ou mesmo uma tempestade no mar.
Se o tempo seria favorável a pesca dos caranguejos ou a si dedicar a outra atividade para obter o sustento naquela estação. Ele também foi alguém que ganhou uma “segunda chance” e que é grato por ela.

“Nunca se esquecia de sentir-se agradecido porque lhe tivesse concedido a possibilidade de escolher e por poder levar essa forma de vida”.

Ele tinha aprendido a conviver com a perda mãe, não a biológica, sua mãe Estela Quinn, aquela que escolheu ama-lo, a mulher a quem sempre teria como mãe. Porém estava sendo difícil lidar com a perda daquele que tinha como pai. Não bastasse isso, estava se adaptando novamente, agora atendia a o último pedido de Ray; Cuidar de Seth, um menino problemático que precisa de uma família, daquela mesma segunda chance que ele um dia recebeu.

Resenha dos outros livros:  Arrebatado pelo mar #01 | Protegido pelo porto #03

Algumas vezes nosso maior inimigo, reside em nós mesmos. Mesmo com a segunda chance Ethan ainda não conseguiu aprender também o significado da aceitação e do amor. Dos irmãos Quinn a história mais triste e com certeza mais comovente é a de Ethan. Não existem formas de mudar o passado, mas somos fruto daquilo que escolhemos ser e não de onde viemos.

A cura de antigas feridas e as novas feridas são lindamente descritas por Nora, nesse momento onde tudo que Seth precisa, parece ser aquilo que Ethan tem a oferecer. A empatia é um sentimento que pode aproximar pessoas pela capacidade de entender, mas cobra seu preço no momento em que reviver aquelas histórias, trazem algo do passado para o presente. E nesse momento Ethan está determinado a transformar o negócio da família, talvez até mais que Can e Phil, a construção de barcos, num tremendo sucesso, tanto por si mesmo quanto por seus irmãos.

Grace Monroe tem 23 anos e trabalha muito para conseguir sustentar sua filha Aubrey, de 2 anos, já que é uma mãe solteira. De dia ela trabalha limpando casas, e a noite é garçonete em um bar. Dentre tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, uma maior aproximação de Grace com uma ajuda muito bem-vinda no serviço doméstico, porém ela é uma mulher que ele sempre amou, mas jamais acreditou que pudesse conquistar. Apesar de se conhecerem praticamente durante todas as suas vidas e nutrirem sentimentos um pelo outro, nenhum dos dois nunca tomou a iniciativa.

Essa é mais uma história com um fundo emocional denso que teria tudo para te deixar triste enquanto lê, mas mesmo com certeza tristeza presente a Nora te leva a ver a beleza que o amor possibilita. Tudo flui de maneira leve e fluida durante a leitura, sendo narrada em primeira pessoa. Os personagens secundários trazem o clima de cidade pequena, de comunidade e continuidade. O maior mérito das trilogias da Nora Roberts é serem livros que podem ser lidos de forma independente o que não faz com que o segundo livro seja apenas uma passagem para o clímax do terceiro.

Mas não se engane, falei muito sobre os personagens centrais dessa história pra não estragar as supressas porque a história é muito mais do que os conflitos entre Ethan e Grace. Temos de volta Cam e Anna da lua de mel, merecida, fazendo a diferença durante a leitura, dando ritmo à história. Começamos a conhecer um pouco mais a fundo a personalidade de Phillip, que tem muito a contar além daquele sorriso fácil, e claro, Seth crescendo e convivendo com essa família cada vez mais complexa. 

O que torna um livro rico e com uma história própria com final ao terminar o livro, claro que sendo uma trilogia nós ainda temos vários fatos não resolvidos tanto do livro anterior quanto aquilo que foi “vivido” pelos personagens antes dessas histórias serem contadas. Pare agora e vá ler esse livro incrível e descubra também do que Ethan é feito!

Slainte,
Nota: 

Sobre o Livro ~ Informações Técnicas

Movido Pela Maré
Trilogia da Gratidão
Título original: Riding Tides
Páginas: 359
Ano de edição: 2006
Tradução: Renato Motta
Editora: Bertrand Brasil

Nora Roberts apresenta o segundo volume de sua Trilogia da Gratidão – considerada pelos leitores norte-americanos, numa inédita pesquisa de opinião, a melhor série já escrita pela autora. Movido pela Maré dá continuidade à história de três homens que voltam para casa, na costa de Maryland, para honrar o último desejo do pai adotivo: tomar conta de Seth, um menino problemático que precisa de um lar. Esse retorno às origens trará lições fundamentais sobre o significado das palavras amor e aceitação. Surpresas, dramas e revelações caracterizam esta saga emocionante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário