Uma Paixão Indomável ♣ Resenha


O Circo. 
Esse é o cenário de fundo dessa história da Nora Roberts. Vale avisar que foi escrita a 34 anos e sendo Nora Roberts ferrenha protetora dos animais ela não escreveria nada que fosse ferir ou machucar quaisquer animais. Em todos os seus livros onde animais são adestrados ou treinados, sejam cavalos ou leões Nora deixa claro sua reprovação pelo uso de chicote ou castigos físicos. Sabendo disso não fiquei desconfortável em ler esse livro onde o circo tem animais selvagens. No ano de 1982 isso era comum e até mesmo incentivado, basta lembrar do filme Dumbo da Disney.


A apresentação caracterizava-se muito mais pelo adestramento e habilidade do que pela exploração da ferocidade natural dos leões, como era costume nos outros circos. 

A personagem Jovilette faz questão de deixar isso claro, todo tempo. Falando dessa personagem, ela é uma mulher surpreendente. Ela encara o circo com uma especie de Nações unidas, e aproveita pra tirar desse fato o melhor de cada país que ali ela encontra, ela faz questão de aprender um pouco sobre a cultura e até mesmo a ler, falar e escrever em outras línguas que consegue aprender com os integrantes do circo advindo desses países. Ela trabalha com os leões, em suas falas deixa claro o amor e respeito por esses animais e da adrenalina de fazer os reis das selvas atenderem a comandos como sentar e o fator de que o lado selvagem deles poder se voltar contra ela a qualquer momento.


—  Treinadora. Não gosto da palavra "domar". Gosto demais dos meus gatinhos para maltratá-los.

Emana de Jo, como é chamada um amor e respeito que tem pelo esforço e trabalho atras do picadeiro que não é visto pelo publico ou sique imaginado. Que advêm desde o trabalho braçal de erguer a tenda até mesmo as horas de esforço, treino e repetição dos movimentos que levam a apresentação que tira o folego dos espectadores. Como uma mãe orgulhosa ela explica como aqueles aplausos e gritos de "wau", são recompensa desse trabalho assim como o preço dos ingressos.


Aquela alegria a fazia esquecer-se de tudo. Não importavam os ensaios, o trabalho puxado, as viagens ao romper da aurora. Só havia a magia do circo. Mesmo depois do fim do espetáculo, ela sabia que continuaria a sentir por algum tempo aquela fantástica emoção.

Falando em dificuldades, Após a morte de seu amigo Frank, proprietário do circo, Jo fica sabendo que seu filho deverá assumir a propriedade do mesmo. Keane, um rico advogado criado na cidade, que jamais se imaginara administrando elefantes, palhaços e trapezistas.Mas este fora o único legado que recebera de seu pai. O primeiro encontro esses dois personagens é muito Nora Roberts, divertido, constrangedor e muito, muito legal de ler.

— Não tem direito a nada neste circo, Sr. Prescott. Deixá-lo de herança, para você foi o único erro que seu pai cometeu.

Pelo olhar de Keane,  conhecemos o lado feio do circo, como o excesso de mudanças, as incertezas e os acidentes de trabalho e os calos e cansaço do trabalho. Tudo isso é colocado no texto de uma forma tão tranquila que não fica chato, nem técnico apenas te leva a admirar o circo de uma nova maneira e a explicar o amor de Jo por esse mundo. Que pra ela é tudo que ela precisa e que precisa continuar existindo apesar das dificuldades. 

Passar algum tempo com uma pessoa pode ser um caminho perigoso, que pode te levar ao amor e a um caminho não tão claro como antes. Como não poderia ser a chega de Keane, traz à tona algumas magoas antigas e outras recentes, a possibilidade que ele simplesmente venda o circo ou encerre as atividades deixam a todos os artistas e em especial Jo num estado de desconforto e incerteza que precisa ser deixado de lado todas as vezes que as tendas se abrem ao público são abertas, porque afinal o show tem que continuar. E logico que tudo isso dão um tom de suspense e expectativa a história.


—  O amor vivido de verdade, mesmo que um dia acabe e que se saia muito magoado, ainda assim terá valido a pena. Uma vida inteira calma e sem sobressaltos não se compara nem de longe com um dia de intensa paixão.

A relação entre Jo e Keane, deixa a personagem com uma pergunta que te faz pensar em qual seria sua resposta, e que também me deixou dívida em todas as possibilidades. Porque? Nenhuma das respostas me deixou com aquele gosto de final feliz. Mas a vida também é assim não é mesmo?? Cada escolha uma renúncia. Mas as vezes o preço é muito alto e difícil de pagar. Mas é se o prêmio valer o preço?? Seria Jo capaz de abandonar um mundo de sonhos e fantasia para viver um grande amor?

Leia essa história e descubra qual foi a resposta de Jo. E depois passe aqui para me dizer. Você realmente faria o mesmo?
Slainte.

Sobre o livro ~ Informações Técnicas


Especial ~ Outras edições
Aplausos a HarperCollins Brasil. 
O livro ficou lindo, uma capa maravilhosa, uma sinopse maravilhosa e essa edição eu descreveria como luxo.  Não, eu compro meus próprios livros e por isso não tem comentário patrocionado aqui, risos. Mas dá gosto ver um livro da Nora publicado pela Haper.

Uma Paixão Indomável
Titulo Original : Untamed
Ano: 2017
Páginas: 160
Tradutor : Celina Romeu 
ISBN-13: 9788539823703
ISBN-10: 8539823705
Editora: HarperCollins Brasil

Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️


Sinopse
Com o coração de um leão e o temperamento de uma gata selvagem, Jovilette Wilder não permitiria que ninguém tentasse destruir o circo no qual passara toda a sua vida. Mesmo que essa pessoa fosse Keane Prescott, o novo proprietário. Como um rico advogado criado na cidade, ele jamais se imaginara administrando elefantes, palhaços e trapezistas. Mas este fora o único legado que recebera de seu pai… Ao conhecer Jo, a impetuosa treinadora de leões, Keane passa a se interessar mais pela vida circense. Afinal, Jo se tornara uma paixão impossível de domar…

2 comentários:

  1. Olá!!
    Adorei seu post!
    Vim por recomendação do grupo TDS.
    www.leituravorazblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, bem-vinda!! Sucesso no Leitura Voraz!!! ♥ Que suas pretensões sejam muitas!! Quando falar da Diva, avisa aqui que divulgamos também!

    ResponderExcluir