Resenha ~ Fruto do Pecado


O cenário aqui é Montana, duas fazendas que tem suas cercas em paralelo, dividindo fronteiras em vários trechos de terra. O foco é a criação de gado, embora uma fazenda crie Gado premiados e outra um bom gado de corte. Porém entenda que todas as semelhanças ficam aqui. No cenário.

Jillian, é uma mulher que abriu caminho no seu destino deixando para trás a decepção amorosa e a constatação que ela e os pais e seu irmão não tem o coração no mesmo lugar. O amor pela terra e pelo gado, pulou uma geração. Unindo Jill a seu avô.
"E então, ele lhe enviou um Stentson amarelo de aniversário. E tudo começou..."
No início pode parecer que a convivência de Jill e seu avô alimentaram uma rixa entre as famílias das duas fazendas.. dando ao romance de Romeu e Julieta. Mas eu penso que si tem algum livro pra comparar seria a megera domada. O casal vive mais como cão e gata do que exatamente um casal separado por suas famílias. Na realidade a cabeça dura de ambos os separa e os une mais que qualquer outro fator.
"- Sua Dalila. - Aaron enrolou, casualmente, uma mecha dos cabelos ruivos no dedo. De que tipo de truque feminino ela lançara mão para torna-los tão macios?, imaginou ele. - Meu Sansão. Sou muito romântico para deixar uma coincidência como essa passar em branco. - Romântico uma ova! Jillian lhe afastou a mão com força apanas para ter os dedos seguros por ele."
Ah gente, cabe uma música sertaneja nesse casal.. "Entre tapas e beijos. É ódio, é desejo. É sonho, é ternura." Pode parecer que a história vai ser ruim, mas não a história é ótima!! Por que a Nora vai narrando a história contando como cada um deles chegou naquele estágio de vida e você vai si afeiçoando pelo casal e mostrando que todo aquela briga é uma forma de um manter as mãos no outro. 

Ah, mas é só romance?? Estamos falando de Nora então ela passeia pela história pela vida numa  fazenda de gado e cavalos. Onde há a vida e também a cobiça. E um roubo de gado vai te manter em suspense sobre quem poderia ter feito isso. 
 O roubo de gado e vários episódios estranhos podem reavivar antigas rixas ou inimigo em comum? De qualquer modo, não vai trazer a calmaria entre eles mas um objetivo e tempo para colocar as emoções em perspectiva. Nessa altura você já entende o porque de cada atitude e começa a tomar partido. De Aaron  como foi o meu caso.

A história é concisa e bem escrita, com todos os elementos que tornam as histórias da Nora imortais e inconfundíveis. Além de únicas. É uma história pra ser lida e relida e a cada nova leitura novas emoções enchem o coração do leitor, porque sempre parece ser uma nova história. Talvez seja, porque afinal de contas "não si entra duas vezes no mesmo rio". Tem algumas suposições quase certas sobre essa história. Que seria um tipo de teste das águas que futuramente seriam O Testamento
"Um homem deveria ser mais cauteloso... - começou ela em tom suave, enquanto cortava outra fatia. - ...quando uma mulher está segurando uma faca."
Como foi o caso do livro Mundo Encantado, porque desse havido porque todo o cenário montado te deixa com o gosto de que poderia ser muito mais. Uma história com mais volume.  Ainda sim uma história ótima (falando de Nora era de se esperar). Só para constar, seria muito melhor o título traduzido ao pé da letra: Linhas de fronteira, do que isso de fruto de pecado. Sério ainda não entendi o porque de terem dado esse titulo no Brasil. Mas o que vale mesmo é a história!

Slainte!
Nota:

Sobre o Livro ~ Informações Técnicas


Fruto do Pecado

Sinopse
Jillian Baron assumiu a administração do rancho Utopia depois da morte de seu avô, o patriarca dos Baron. Mas do outro lado da cerca estão os Murdock, seus inimigos há décadas. De volta à propriedade após anos, Aaron Murdock não demonstra interesse em uma possível trégua. Ao que tudo indica, a nova geração levará a rivalidade adiante. Apesar das discussões, fica cada vez mais impossível para Jillian e Aaron ignorarem uma forte atração. Até se depararem com um oponente em comum e serem forçados a se aliar para enfrentá-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário