Resenha ♣ A Arte da Ilusão


Temos nesta história três personagens principais e os secundários que dão forma a trama, como em toda história da Nora, até os empregados tem um papel importante e compõe o enredo. Adam Haines é um pintor já famoso, que vem de uma família abastada e possui beleza e classe, tem sua vida bem definida no que é certo e errado e nunca colocou nuances no meio destas duas definições. Em segredo de todos tem uma segunda profissão, mas que desde o início já pensava em largá-la e ficar só com a pintura.

Kirby Fairchild é uma artista de esculturas, filha única de Philip Fairchild, um renomado pintor viúvo há muitos anos que vive basicamente isolado com sua filha em uma casa que mais se parece um castelo na área rural de Nova York. O Sr. Philip também possui uma segunda atividade artística que logo no início ficamos sabendo. E nisto a trama da história já te prende absurdamente. Os dois possuem uma personalidade bem excêntrica, pra não dizer louca... rsrsrs,  o que deixa o Adam bem desconsertado, mas nada com o qual não possa lidar. Sua maior dificuldade é que desde o primeiro momento sente uma atração enorme pela linda Kirby.

Esta é uma linda história romântica e neste ponto concordo com a sinopse, é cheia de segredos, mistérios e também traições, que me prendeu no enredo na primeira vez que li e sempre me encanta todas as vezes que releio. O que pra mim já significa bastante, pois já li esta história várias vezes.
A Nora em todos os teus livros faz sempre várias referências e neste por se tratar de pinturas ela cita e envolve na história vários pintores famosos e os principais são Van Gogh e o Rembrandt, neste último ficamos certos de qual quadro se refere. Mas temos também as referências literárias, pois em noventa por cento dos livros da Nora temos uma biblioteca com diversos estilos de livros e autores. Percebi que um  dos seus autores favoritos além dos clássicos sempre citados é Stephan King.
Não podemos deixar de lado, o detalhe que mais encanta nos livros da livros e sempre são os que mais gosto, a veia cômica incluída nas histórias de forma sempre brilhante. Há também os animais que estão presentes em quase todos os livros da Nora e neste temos dois com personalidades bem definidas e que também fazem parte da história. Uma gata, que tem um cachorro de estimação e paga aluguel.

“– Não pedi para ele subir aqui – Adam começou a dizer, fazendo cara feia para Isabelle (a gata), - E também não pode haver mal nenhum nisso... Ah Deus – ele murmurou. – Ela conseguiu me fazer falar com a gata.”

Esta é mais uma história brilhante, com um enredo super emociante e um final surpreendente.Mais uma história da Nora que recomendo.
Boa leitura,



Sobre o livro ~ Informações Técnicas

A Arte da Ilusão
Sobre as edições deste livro devo começar dizendo que as sinopses desta história nas duas publicações dela não condizem muito com a realidade porque a Kirby não tem ideia do real motivo ao qual fez o Adam ir à sua casa e dá um spoiler danado, pois somente no meio da história é que vamos saber do quadro do Rembrandt. Ela pensa que ele apenas como muitos outros, foi passar uma temporada na casa deles para trabalhar e conviver um pouco com o seu pai. 
Sobre a publicação temos duas, uma pela Harlequim onde foi lançado o livro Amantes e Inimigos com duas histórias independentes e a HaperCollins relançou separadamente. Os dois livros são de ótima qualidade, com boa tradução e revisão. Confesso que estou apaixonada pelas novas publicações da Nora pela Haper, principalmente, pois alguns erros da primeira tradução estão sendo corrigidos. Tenho as duas edições na minha coleção e as amo. Pra mim a HaperCollins faltou mudar a sinopse, poderia ser bem melhor.

Sinopse (por sua conta e risco.. rs)
Meio fada, meio bruxa e dona de um orgulho selvagem, Kirby Fairchild se sente como um animal acuado na presença do pintor Adam Haines. Seu sexto sentido está sempre alerta contra ameaças e imprevistos, e Adam pode ser classificado em ambas as categorias. Afinal, ele investiga o desaparecimento de um Rembrandt, e o principal suspeito é o pai de Kirby.
Para enfrentar o perigo, Kirby decide utilizar sua arma mais poderosa: a sedução. Mas ela não imagina que Adam lida muito melhor com situações definidas do que com subterfúgios. Mesmo assim, ele gostaria de não ser tão vulnerável aos encantos de Kirby…
Ao entremear segredos, traições e mistérios, Nora Roberts apresenta aos leitores mais um romance com sua marca registrada e um final surpreendente.





🍀 Especial

Confira aqui as outras edições!

Nenhum comentário:

Postar um comentário